Patrocinado

A semana começou bem para os acionistas da Cielo (CIEL3). Após reportar o maior lucro em cinco anos, a companhia acaba de anunciar um pagamento de R$ 410 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP) para 30 de abril deste ano.

A soma equivale a R$ 0,15198153370 bruto por ação — o JCP está sujeito à retenção de Imposto de Renda — e será destinada a quem estiver na base acionária da companhia em 15 de março.

Após a data de corte anunciada, a Cielo negociará papéis “ex-direitos” que passarão por um ajuste na cotação referente ao dinheiro já alocado.

MAIS: Boulos deve mais de R$ 44 mil para União de campanha eleitoral

Acesse as notícias que enriquecem seu dia em tempo real, do mercado econômico e de investimentos aos temas relevantes do Brasil e do mundo pelo telegram Clique aqui. Se preferir siga-nos no Google News: Clique aqui.

AINDA: Barroso comemorou o fato de que “as instituições funcionam na mais plena normalidade”. Estadão critica decisões do STF e pergunta, para quem?

Então você pode optar por comprar as ações agora e receber o dinheiro ou esperar a data de corte e adquirí-los por um valor menor, mas sem o crédito do JCP.

LEIA: Lucro da BB Seguridade supera os R$ 7 bilhões. Veja os dividendos a distribuir


Mais cedo, o banco divulgou os resultados do quarto trimestre do ano passado. O lucro líquido recorrente chegou a R$ 1,9 bilhão em 2023, alta de 26% ante 2022 e o maior resultado desde 2018.

Cielo (CIEL3): Banco do Brasil e Bradesco oferecem R$ 5,35 por ação para tirar empresa da Bolsa – Cielo (CIEL3) deve deixar de ser uma companhia listada no Novo Mercado da B3, caso a oferta de compra de ações lançada por seus controladores (Banco do Brasil Bradesco) seja bem-sucedida. Segundo fato relevante divulgado nesta segunda-feira (5), os bancos estão dispostos a pagar R$ 5,35 por ação da Cielo para adquirir a totalidade dos papéis em circulação.

VEJA: Abusos do STF viram assunto internacional. Financial Times faz criticas a Toffoli

Já o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente subiu 25,1% na mesma base de comparação, para R$ 4 bilhões, enquanto a margem Ebitda ficou em 38%.

A Cateno, joint venture do Banco do Brasil com a Cielo, registrou receita líquida de R$ 1,1 bilhão no quarto trimestre, alta de 5,2% ante o 4T22.

LEIA: Itaú Unibanco tem lucro superior a R$ 35 bilhões

Vale relembrar que a Cielo é dona de 70% do negócio, enquanto o BB tem uma participação de 30%.

OPA da Cielo
Além do pagamento aos acionistas e da divulgação dos resultados trimestrais, a Cielo também informou que o Bradesco e Banco do Brasil farão uma oferta pública de aquisição (OPA) das ações da companhia.

MAIS: Lucro da BB Seguridade supera os R$ 7 bilhões. Veja os dividendos a distribuir

De acordo com a própria Cielo, a operação realizada pelos dois bancos poderá chegar a aquisição da totalidade dos papéis da empresa em circulação.

Com isso, a participação do Banco do Brasil na Cielo pode chegar a 49,9%. O preço por ação na OPA será de R$ 5,35.

LEIA: .Banco do Brasil aprova desdobramento de ações