13.7 C
São Paulo
segunda-feira, junho 24, 2019

CVM Informa que Banco Original e Empresa de Joesley não Usaram Informações Privilegiadas

CVM Informa que Banco Original e Empresa de Joesley
CVM Informa que Banco Original e Empresa de Joesley

CVM Informa que Banco Original e Empresa de Joesley não Usaram Informações Privilegiadas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) atualizou informações l sobre os procedimentos administrativos envolvendo a JBS abertos após as notícias, veiculadas em 17/5/2017, a respeito da delação de acionistas controladores da companhia.

Referente ao  processo administrativo 19957.004547/2017-60 sobre a atuação do Banco Original S.A., controlada pela J&F Participações Ltda., no mercado de derivativos.

A Gerência de Acompanhamento de Mercado 2 – GMA-2/SMI,  após ampla apuração dos fatos específicos. Com análise das operações e das posições detidas pelo Banco Original nos dias que antecederam a Divulgação do Acordo de Colaboração Premiada dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

Decidiu que não foram identificados indícios suficientes de que o Banco Original tenha operado com conhecimento prévio dos fatos, ou seja, que tenha tido acesso a informações privilegiadas e, a partir delas, auferido ganhos. Por este motivo, o processo administrativo em questão foi arquivado em 17/10/2017.

Já sobre o processo administrativo 19957.004600/2017-22 sobre reclamação de investidor envolvendo eventuais compras de dólares pela JBS antes das notícias relacionadas com as delações dos acionistas controladores da companhia.

A Gerência de Acompanhamento de Mercado 2 – GMA-2/SMI, encaminhou, em 13/10/2017, à Superintendência de Proteção e orientação aos Investidores – SOI para que seja efetuada comunicação com os reclamantes a respeito das providências adotadas pela CVM.

Os outros processos administrativos abertos contra a empresa ainda estão em processo de análise segundo a assessoria da CVM.