Metas para Inflação do Presidente do Banco Central-Baixas Continuam

0
75
Metas para Inflação do Presidente do Banco Central-Baixas Continuam
Novas Metas

Juros e Inflação Devem Continuar Caindo

Em seu discurso o presidente do Banco Central afirmou, “a reconquista do controle das expectativas de inflação se tornou prioridade, particularmente após anos de inflação alta. A ancoragem das expectativas é pré-condição para alcançarmos uma inflação baixa e estável. Ela precede qualquer processo de estabilização monetária”, disse Goldfajn.

A inflação deve fechar o ano próxima a 4%, segundo o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. A queda do índice deve ser acompanhada do declínio continuado da taxa básica de juros da economia, a Selic.

O presidente acredita na aprovação das reformas propostas pelo governo como fator de indução da recuperação econômica. O presidente do BC participou do 19º Seminário de Metas para a Inflação, na sede regional do banco no Rio de Janeiro.

Goldfajn disse que a melhora na economia permite a redução da taxa básica de juros. Fato que segundo ele, leva à expansão do crédito e ao consequente aquecimento das vendas e da produção, com reflexo no nível de emprego.

Illan acredita que “o esforço empreendido na condução da política econômica, é o caminho correto para criar as condições para o crescimento sustentável e a geração de emprego e renda para todos os brasileiros.