17.5 C
São Paulo
quinta-feira, maio 23, 2019

O Império Dividido das Lojas Pernambucanas

O Império Dividido das Lojas Pernambucanas
Uma das maiores fortunas do país em jogo

O Império Dividido das Lojas Pernambucanas

A disputa que dura 27 anos dos herdeiros da Lojas Pernambucanas pode estar mais próxima de uma grande mudança. esta semana deve sair a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A sentença, que deverá ocorrer na quarta-feira, se favorável,  poderá  liberar a distribuição de dividendos para parte dos herdeiros de Helena Lundgren, neta do fundador da companhia, falecida em 1990.

O inventário de Helena iniciado ha 27 anos não foi concluído até hoje. O império avaliado em cerca de R$ 2 bilhões incluem, além de 50% das ações da varejista  cerca de 250 imóveis, dizem fontes. Segundo advogados, a dificuldade para se levantar o valor exato desses ativos, formados em sua maior parte por edifícios comerciais, resulta na demora para concluir o inventário.

Os donos do Tesouro

A neta do fundador da Pernambucanas Helena, tinha três filhos Anita, Anna Christina Harley e Robert, e era dona de 50% da Casas Pernambucanas, por meio das holdings Nopasa e Zodiac. Em testamento, ela dividiu em proporções diferentes a sua participação na companhia. Deixou  25% para Anita, sua filha mais velha, e os 25% restantes em partes iguais para Robert e Christina. A outra metade das ações da varejista está nas mãos de outros herdeiros dos Lundgren, que não fazem parte da disputa.

No testamento Helena determinou que Anita se mantivesse à frente do negócio e fosse responsável pela distribuição de parte dos lucros da empresa aos irmãos, ordem que teria sido descumprida. Os irmão Robert e Anna já falecidos deixaram cinco e quatro filhos respectivamente. São este nove herdeiros os responsáveis pela disputa judicial atual.

Devido o não pagamento dos dividendos, o STJ decidiu no fim de 2013 a favor dos cinco filhos de Robert. Então os filhos de Anna Christina também tivessem o mesmo direito. Os valores teriam de ser depositados em juízo. No entanto, segundo a defesa dos herdeiros de Robert Harley, essa decisão nunca foi cumprida. Os dividendos retroativos estariam avaliados acima de R$ 600 milhões

Uma das maiores fortunas do país

Anita discreta viveu por um tempo no hotel Cad’O’ro, como sua mãe. Se tornou a maior acionista e controladora das Pernambucanas e depois isolou-se numa mansão. Ela é uma das empresárias mais ricas do Brasil. Sua fortuna  é estimada em R$ 1,6 bilhão.

Após sua doença em 2016 Anita se afastou dos negócios. O executivo Toshio Kawakami, que era braço direito de sua mãe, assumiu interinamente a presidência da rede. A decisão do STJ sai na próxima quarta-feira, e então o processo retorna ao Tribunal de Justiça de Pernambuco. Ainda cabe recurso.

Mas, se for definido o pagamento dos dividendos, a decisão poderá mudar a relação de forças entre os herdeiros. É possível  que se unam para retomar as ações em poder de Anita e tentar alterar o controle. A sucessão familiar também precisa ser bastante estruturada para evitar este tipo de desgaste.

 

error: Conteúdo Protegido-Entre em contato que liberaremos sua publicação