Patrocinado
Início Economia e Dinheiro Brasil tem recorde de pedidos de seguro-desemprego no 1º bimestre

Brasil tem recorde de pedidos de seguro-desemprego no 1º bimestre

fgts trabalhador pessoas ocupadas recorde para várias
Imagem: Pressenza

No primeiro bimestre de 2024, o Brasil registrou um grande aumento nos pedidos de seguro-desemprego, alcançando o mais alto índice para o período desde 2015, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Observe que o número de seguro desemprego não contrasta com a divulgação o IBGE de afirma que o país tem menor número de desemprego de muitos anos.

Contudo, é importante entender que o seguro desemprego é contato com base no dinheiro que sai do caixa do governo. Já o relatado pelo IBGE como menor número de desempregados no Brasil, pode ter uma metodologia “diferente”, segundo o próprio presidente do IBGE.

SAIBA: Anatel afirma que irá retirar sites do ar de acordo com determinação de Moraes

Acesse as notícias que enriquecem seu dia em tempo real, do mercado econômico e de investimentos aos temas relevantes do Brasil e do mundo pelo telegram Clique aqui. Se preferir siga-nos no Google News: Clique aqui. Acompanhe-nos pelo Canal do Whastapp. Clique aqui.

LEIA: Musk critica decisões do STF após congressistas e exilados denunciarem situação nos EUA

“Este é o maior volume de recursos destinados ao seguro-desemprego desde 2015, ano em que 1,39 milhão de cidadãos recorreram ao benefício após perderem seus empregos”, indica o Painel de Informações do Seguro-Desemprego do Ministério.

VEJA: Rede de supermercados vai fechar mais de 60% das lojas

O governo Lula atribui essa alta à dinâmica do mercado de trabalho brasileiro, que, com maior número de contratações formais, também eleva a quantidade de pessoas elegíveis ao seguro-desemprego.

MAIS: Anatel afirma que irá retirar sites do ar de acordo com determinação de Moraes

Entre janeiro e fevereiro, o país viu 1,2 milhão de trabalhadores buscarem o benefício, um salto de 8% em comparação ao mesmo intervalo do ano anterior, que contabilizou 1,1 milhão de pedidos. Essa elevação se traduziu também no valor total desembolsado pelo seguro-desemprego, que ascendeu de R$ 6,1 bilhões para R$ 7,3 bilhões — um aumento de 19,6%.

AINDA: Lula tenta Mantega na Braskem e amplia autoritarismo em empresas de capital aberto

Receba conteúdo exclusivo sobre os temas de seu interesse! Confirme em sua caixa de e-mail sua inscrição para não perder nada

SEM COMENTÁRIOS

Sair da versão mobile
×