Como Quitar Minhas Dívidas?

O que fazer para acabar com suas dívidas e ter uma vida mais saudável

0
140
como acabar com as dívidas
Com estas dicas você conseguirá se livrar das dívidas definitivamente

Como Quitar Minhas Dívidas?

Se você encontra-se em posição de endividamento certamente precisa ler esta matéria que muito irá contribuir para que livre-se de seu problema. As dívidas causam inúmeros transtornos na vida das pessoas. Os efeitos do endividamentos são muitos e não se limitam a esfera financeira. Repercutem para os âmbitos emocional, físico e espiritual das pessoas também. O endividamento pode causar descontrole emocional, problemas de saúde, desestruturação familiar, comprometimento do sustento, perda de patrimônio, constrangimento além de restrição de crédito.

O processo para dissolução das dívidas não é curto, mas existem meios de organizar a vida financeira mesmo com dívidas. É possível quitá-las sem comprometer em demasia o seu orçamento. E no final das contas será recompensado por esse esforço se agir com determinação e disciplina.

O apoio da família e o diálogo são fundamentais para manter a união de forças nesse momento.

Mãos a obra

Reúna os extratos bancários, de cartão de crédito e verifique as parcelas quitadas e pendentes dos empréstimos que possui. Enumere cada dívida da mais cara para a mais barata. Para simplificar, compare as taxas de juros de cada empréstimo, ou veja quais delas crescem mais rapidamente. Com a lista em mãos  coloque à frente o valor gasto por mês para cada uma das dívidas some e guarde esse valor.

Hora de fazer o orçamento familiar para que se possa determinar qual o percentual das dívidas comparada aos seus ganhos. Esta informação é fundamental para os próximos passos. Por exemplo: se seus rendimentos totalizam R$ 1.000,00 por mês. Você fez a lista, classificou cada dívida e verificou que paga R$ 400,00 aos credores. O que representa 40% de seus rendimentos, que é uma porcentagem elevada. Provavelmente, você enfrenta, ou enfrentará, dificuldades para arcar com as despesas básicas.

Virando o jogo

A partir deste momento escolhas devem ser feitas para que sua realidade seja modificada. É necessário mudar hábitos financeiros. Pense nisso como um sacrifício temporário necessário ao seu reequilíbrio. Não se deixe abater pelo desânimo, tenha força e determinação para modificar o comportamento em relação ao dinheiro. A recompensa será a quitação das dívidas e a libertação desse fardo tão pesado.

Analise e veja quais contas consegue economizar para que o valor diminua como, água, energia, mercado, feira, padaria, recarga de celular pré-pago, transporte, etc. Verifique tudo que pode ser cortado, como por exemplo TV a cabo, telefone fixo, plano pós-pago de celular, saídas noturnas, jantares em restaurantes, cinema, passeios em shoppings, delivery, etc. A tarifa de conta bancária entra nesta lista, até porque você pode optar por uma conta básica que por lei não pode ter tarifa.

Aprendendo a negociar

O objetivo é quitar todas as dívidas mas existem as prioritárias, aquelas que aumentam consideravelmente com o passar do tempo. Alguns exemplos são cheque especial ou cartão de crédito. Por isso, todo esforço possível deve ser empregado para pagá-las, além de outras no mesmo estilo, se houver. Você pode também trocar esta dívida por outra mais barata, que tenha juros menores.

Com o orçamento familiar em mão fica mais fácil verificar quanto pode despender mensalmente para pagamento de dívidas. Você não pode comprometer mais de 30% de seu orçamento com o pagamento de dívidas. Esse é um valor limite para não entrar em superendividamento, mantenha-se abaixo disso.

A renegociação de algumas dívidas torna-se indispensável. Dessa forma, será preciso entrar em contato com os credores. Existem algumas maneiras para tornar isso possível.No entanto, esteja ciente de que as instituições não são obrigadas a aceitar a renegociação.

Você deve ter em mão uma proposta, para que saiba exatamente o seu limite financeiro, de forma a não cair em armadilhas e aceite propostas que pouco ajudarão. Em alguns casos você pode fazer isso de forma online, para utilizar o serviço, você deve se cadastrar no Serasa Consumidor e clicar na opção “Limpar meu nome”. Dessa forma, terá acesso aos seus débitos com as empresas participantes e poderá negociá-los por e-mail, telefone, chat ou boleto.

Alguns Tribunais de Justiça oferecem serviços direcionados às pessoas superendividadas, como apoio psicológico, orientação financeira e sessões de conciliação para renegociação de dívidas.

Troca inteligente

As indicações acima são válidas para a maioria das dívidas, mas se o caso envolve cheque especial, cartão de crédito, agiota ou financeiras, a melhor opção é substituir essa dívida cara por outra mais barata. Seguem alguns exemplos de dívidas mais baratas, crédito pessoal consignado público; crédito pessoal consignado INSS, crédito pessoal consignado privado; crédito pessoal não consignado. Não se esqueça de avaliar as condições oferecidas antes de assinar qualquer contrato.

Na próxima matéria explicaremos como análise os custos dos contratos para avaliar qual é o mais adequado a sua necessidade. Gostou do conteúdo curta o portal, estamos trabalhando para colaborar com sua educação financeira, o que lhe proporcionará uma vida mais fácil.