Novas Regras de Boletos- Como Afetam a Rotina de Todos

Para o consumidor; Para as empresas

0
240
Novas Regras de Boletos- Como afetam a rotina de todos
Novas regras de boletos afetam a todos

Novas Regras de Boletos – Como Afetam a Rotina de Todos

Com as novas regras de emissão de boletos, todos serão direta ou indiretamente afetados. A sociedade como um todo e também as empresas. Com o fim do boleto sem registro, a partir de janeiro/2017, todos os setores que trabalham com este tipo de cobrança estão buscando se adaptar as novas regras da FEBRABAN e muitas rotinas estão mudando.

Dos quase 3,5 bilhões de boletos emitidos hoje no Brasil, em torno de 40% deles não são registrados. Novas formas de cobrança começam a surgir dentro dos negócios – vendas recorrentes no cartão de crédito e pagamentos online.

Para as empresas

De acordo com a Febraban as cobranças serão mais seguras, reduzindo fraudes e trazendo transparência para os meios de pagamento. Além disso, a cobrança registrada possibilita ao beneficiário o protesto de títulos não pagos. Neste novo cenário de cobranças é necessário estar atento às segundas vias de títulos vencidos. No entanto, muito se questiona sobre os reais benefícios destas mudanças. Muitos acreditam que tudo isso faz parte do lobby dos bancos para trabalharem apenas com as cobranças que lhes oferecem melhor retorno financeiro. E também conseguem oferecer uma qualidade melhor de serviço.

A cada mudança nos boletos registrados a federação deve ser informada. Então surge a necessidade de ferramentas que automatizam a geração e o envio destes boletos. O que também possibilita que federação e até mesmo a receita federal tenham um maior controle sobre o fluxo de dinheiro das empresas. O que já é feito através dos cartões agora também acontecerá pelos boletos.

Outra questão também é o custo deste tipo de recebimento. No ano de 2016 os bancos aumentaram as tarifas de recebimento de boletos cobradas das empresas imensamente, sem aviso nem justificativa.  A Caixa Econômica chegou a aumentar de um mês para o outro 300% o valor cobrado por boleto das empresas. Sem contar que boletos registrados são muito mais caros para as empresas. Desta forma em 2016 muitas empresas já tiveram este impacto do aumento das tarifas, o que na maioria dos casos foi absorvido e não repassado para o cliente. Agora por conta do registro os valores serão ainda superiores, o que onera terrivelmente os custos das empresas. Sem contar que a emissão do boleto registrado também não significa que o valor será recebido pela empresa.

Para o consumidor

Os boletos registrados permitem o auto-atendimento por parte do pagador, além de agilizar a geração dos boletos e acelerar o pagamento das dívidas. Assim, qualquer pessoa poderá atualizar seu boleto vencido através da internet a qualquer momento, sem necessidade de solicitação a empresa emissora.

Os boletos registrados também normalmente já vem com ordem de protesto após o vencimento. Isto significa que as pessoas que ficarem inadimplentes poderão ter seus títulos protestados rapidamente. Diferente do que acontece atualmente. O protesto também gera custos maiores ao devedor.

Outra questão também é com relação ao imposto de renda. Como os boletos estarão registrados no CPF da pessoa os gastos dela ficarão mais fáceis de serem acompanhados. E é claro como a maioria das mudanças impostas pelo governo. Os boletos registrados irão impactar o preços dos produtos e serviços adquiridos pelo consumidor. A empresa tem um custo alto destes registros e certamente precisará fazer o repasse.

Por conta de todas estas questões muitas empresas estão optando por realizar seus recebimentos através de cartão. O custo benefício acaba tornando-se mais interessante. E a inadimplência também é bem menor, quando comparada a emissão de boletos. Algumas empresas de cartão de crédito estão oferecendo benefícios e isenção para empresas aderirem ao serviço.  O serviço esta cada vez mais procurado como solução para os recebíveis das empresas.

Gostou do assunto? Curta e compartilhe o Portal.

 

 

Facebook Comments