Como as Dívidas Acontecem?

As dívidas são fantasmas que atualmente assombram mais da metade da população.  Em tempos de economia difícil o descontrole fica ainda maior. A sociedade já carrega consigo o problema da carência de educação financeira. As pessoas não aprendem a cuidar do dinheiro, não entendem as mágicas que a educação financeira são capazes de fazer.

Muitos endividados não conseguem sair dessa situação sozinhos,  seja por falta de educação financeira ou de conhecimento das possibilidades para resolver o problema. Então faz-se necessário uma análise mais profunda, pois as dívidas podem virar uma bola de neve e culminar em problemas de saúde muito sérios, além de outras consequências.

Vamos tratar aqui das dívidas que afetam o orçamento familiar e como podem ser sanadas. Existem vários tipos de endividamento, os causados por imprevistos, pelo consumismo, excesso de parcelamento de compras, satisfação de sonhos e desejos entre outros. É importante refletir sobre os tópicos abaixo e fazer uma auto análise para buscar a solução do problema.

Buscar satisfazer desejos

Muitas pessoas acreditam que a satisfação de seu desejos é algo fundamental para a vida. Não há nada de errado em comprar algo para si, seja um produto ou serviço. A questão é que muitas destas compras são totalmente dispensáveis e também rapidamente perdem a importância para o comprador. Quem se endivida para satisfazer seus caprichos não vive plenamente, pois sempre precisa pensar em como pagar a fatura depois.

Comprar por aparência

Muitas vezes a compra ocorre apenas por um impulso ou alto afirmação. A pessoa acredita que aquilo irá conferir a ela algum status, credibilidade ou penetração em um determinado grupo. O que pode se transformar em uma frustração ainda maior, quando ela perceber que sua atitude não alcançou o objetivo proposto. E que ainda a distanciou de outros, devidos a situação financeira a que se submeteu. Se quiser agradar alguém encontre maneiras sustentáveis para isso.

Oferta de crédito

Muitas são as facilidades de crédito na atualidade. No entanto, é fundamental lembrar que você precisará pagar o crédito utilizado e que não existe crédito que não cobre juros e taxas pelo valor liberado. Então o valor a pagar é sempre muito superior. É preciso entender que quanto mais fácil o crédito pior será para você! Crédito facilitado possui juros altíssimos, o que faz a dívida virar uma bola de neve se não houver o controle devido.

Cheque especial e pagamento de fatura mínima do cartão de crédito são os maiores vilões. Sua dívida cresce de forma que é impossível pagar. Os juros podem ultrapassar os 500% ao ano! Além desses, existem também as financeiras que cobram horrores, mas “vendem” para o público que são a salvação para seus problemas. Não caia mais nessa!

Emprestar o nome

Esta prática antiga ainda acontece nos dias atuais. A intenção sempre é a melhor possível, mas pode custar muito caro se não houver comprometimento da outra pessoa. Emprestar o próprio nome para financiamento de terceiros pode resultar em consequências negativas se o outro não honrar seu compromisso. Por esta razão não faça isso, afinal hoje em dia existem muitas formas da pessoa conseguir o próprio crédito. Se ela não conseguir é porque não soube cuidar do próprio nome. será que saberá cuidar do seu?

Na próxima matéria você terá dicas de como acabar com suas dívidas de uma vez por todas e viver uma vida mais organizada e feliz! Curta nosso portal! Informação que vale ouro!