Corretoras terão maiores ganhos para captar mais investidores

Corretoras terão maiores ganhos para captar mais investidores. A bolsa de valores, B3, irá usar parte do que arrecada em taxa de custódia para pagar gratificação a corretoras que consigam vender mais títulos públicos.

Contudo, a bolsa objetiva aumentar a quantidade de investidores e o volume de dinheiro aplicado no Tesouro Direto. Os títulos públicos estão entre os menos arriscados, mas vêm apresentando queda em rentabilidade. O fato faz com que investidores busquem outras opções com juros mais vantajosos. Além das corretoras não buscarem ofertar o investimento que da pouco retorno as corretoras.

Um programa similar já estava em vigor no primeiro semestre de 2019 e será estendido para o restante do ano. A B3 anunciou o fato nesta quinta-feira 11. O bônus será proporcional aos resultados. Em outras palavras, recebe mais quem conseguir melhores resultados durante o segundo semestre de 2019. O pagamento da gratificação será feito a partir de janeiro de 2020, como resultado do programa para o segundo semestre de 2019.

A bolsa paga um percentual da taxa de custódia recebida dos investidores para as corretoras. Atualmente a taxa é de 0,25% ao ano (pago em duas vezes de 0,125%). Valor cobrado sobre o valor total aplicado em títulos do Tesouro Direto.

É por meio dessa taxa que a B3 consegue lançar programas para ampliar a base de investidores, incentivando corretoras a apresentar e vender títulos do Tesouro como uma opção segura e rentável de investimento.