Fatos de Relevância para a Semana de 18 a 23

0
109

Vamos estar de olho nos fatos de relevância para a semana de 18 a 23/03. O Deutsche Bank e o Commerzbank, dois dos maiores bancos da Alemanha confirmaram que o início de negociações sobre uma possível fusão. No entanto ambos também comunicaram que um acordo esta longe de ser fechado.

O governo alemão detém participação de mais de 15% no Commerzbank. Após um resgate, pressionou por uma fusão devido à preocupação com a saúde do Deutsche. O Banco tem lutado para gerar lucros sustentáveis desde a crise financeira de 2008. A boa notícia, as ações do Deutsche Bank subiram 3,4% em Frankfurt. Já as ações do Commerzbank subiram 5,4%.

Estados Unidos

Dados econômicos mais fracos do que o esperado nos Estados Unidos confirmaram as expectativas de que o Fed deve se distanciar ainda mais de qualquer aumento das taxas de juros. Quando seu conselho de política se reunir nesta semana a possibilidade sera pequena e mudança das mesmas. Como consequência os rendimentos de títulos estão em baixa por dez semanas. O rendimento do título com vencimento em dez anos, tomado como referência, estavam em 2,59%, depois de chegar a 2,580% mais cedo, a menor desde 4 de janeiro.

Já o dólar caiu para a mínima de duas semanas em meio a especulações de que o Federal Reserve se mostrará decididamente cauteloso em sua reunião de política no final desta semana.O índice do dólar mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas. O mesmo estava levemente em baixa aos 95,92, a mais fraca posição desde 28 de fevereiro.

O mercado futuro dos EUA miram para uma abertura moderada. Por conta da falta de progresso visível no término da guerra comercial Estados Unidos e China enfraqueceu o sentimento.

Brexit

Na Europa a primeira-ministra britânica, Theresa May, tem três dias para conseguir a aprovação do acordo para deixar a União Europeia. Isto se quiser chegar a uma cúpula com os líderes do bloco na quinta-feira com algo a oferecer em troca de mais tempo. Os mercados Asiáticos subiram, com ações na China continental liderando os ganhos.

Na Terça acontece o primeiro encontro entre o presidente americano Donald Trump e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Um dia que promete ser feliz para a bolsa de valores brasileira que beira os 100 mil pontos.