Google é investigado por Ministério por uso de dados de adolescentes

0
95
Google é investigado por Ministério por uso de dados de adolescentes

Google é investigado por Ministério por uso de dados de adolescentes. O Departamento de Defesa do Consumidor da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom), do Ministério da Justiça, abriu uma investigação contra o Google. A investigação é por “suposta coleta de dados de crianças e adolescentes, usuários do Youtube. Tudo sem o conhecimento dos pais”. Segundo o órgão, essas informações estariam sendo usadas “para autorizar publicidade dirigida”.

Contudo, a secretaria informou também ter tomado conhecimento da multa de 170 milhões de dólares aplicada pela Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês). Por violação da privacidade de crianças usuárias do serviço de vídeo Youtube, uma subsidiária do conglomerado, bem como do acordo firmado com o Google para mudança de normas da plataforma.

Veja também:

Ceo de transportadora da Petrobras é destituído por envolvimento na Lava Jato.

Cielo e Banco de Brasília fazem parceria.

Contudo, a secretaria informou também ter tomado conhecimento da multa de 170 milhões de dólares aplicada pela Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês). Por violação da privacidade de crianças usuárias do serviço de vídeo Youtube, uma subsidiária do conglomerado, bem como do acordo firmado com o Google para mudança de normas da plataforma.

No entanto, no mês passado a Senacom já havia notificado o Google pela suspeita de outras violações de privacidade. A secretaria investiga uma “possível captura indevida de dados de usuários sobre geolocalização”. A intenção é apurar se a coleta dos registros das localizações e dos deslocamentos dos usuários de serviços do Google ocorreu sem o consentimento dessas pessoas.

Em contrapartida, é prática comum a pré-instalação do aplicativo de localização Google Maps, nos aparelhos com o sistema operacional Android. Contudo, a localização de um smartphone pode ser configurada por seu dono nas propriedades do aparelho, em configurações do Android e do Google Maps. Além do Google Maps, a companhia também é proprietária do Waze, outro aplicativo popular de localização.