Patrocinado
Início Economia e Dinheiro Mercado financeiro desaprova governo Lula mais de 70% avaliam rumo errado

Mercado financeiro desaprova governo Lula mais de 70% avaliam rumo errado

Ministro Wellinghton Dias e Neca Setubal, dono o Itaú ao centro

O índice de reprovação do mercado financeiro ao governo Lula (PT) disparou no início deste ano, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Genial/Quaest nesta quarta-feira (20). Conforme o levantamento, a percepção negativa sobre a gestão petista aumentou 12 pontos percentuais na comparação com novembro do ano passado, quando tinha sido feita a pesquisa anterior.

MAIS: Governo Lula inflou custos da “revisão da vida toda” em mais de R$ 470 bilhões

No último levantamento, o percentual de avaliação negativa do governo estava em 52%. Já na pesquisa divulgada nesta quarta, o índice aumentou para 64%. Ainda de acordo com os dados da Genial/Quaest, 71% dos entrevistados avaliaram que a política econômica do país está no rumo errado.

SAIBA: Brasil tem recorde de pedidos de seguro-desemprego no 1º bimestre

Acesse as notícias que enriquecem seu dia em tempo real, do mercado econômico e de investimentos aos temas relevantes do Brasil e do mundo pelo telegram Clique aqui. Se preferir siga-nos no Google News: Clique aqui. Acompanhe-nos pelo Canal do Whastapp. Clique aqui.

LEIA: Rede de supermercados vai fechar mais de 60% das lojas

Questionados sobre o que consideram o maior risco do governo Lula, os profissionais da área econômica elencaram como principal ponto o intervencionismo na economia, opção escolhida por 50% dos entrevistados. Em segundo lugar, apareceu o estouro da meta fiscal, com 23%; seguido pela perda de popularidade do presidente, com 19%.

Os especialistas em economia também foram ouvidos sobre os fatos recentes envolvendo a Petrobras e a Vale. A decisão da petroleira de não pagar dividendos extraordinários aos investidores foi uma decisão errada para 97% dos entrevistados, e terá reflexo negativo na Bolsa de Valores para 85%.

AINDA: TCU e MP de Lula pedem sufocamento financeiro do partido do PL em ano eleitoral

Já sobre a Vale, 89% dos entrevistados avaliaram que uma possível interferência do governo na escolha do futuro CEO da empresa poderia afetar os investimentos estrangeiros no Brasil. Para 57%, as declarações de Lula sobre as duas companhias os fizeram mudar sua carteira de investimentos.

A pesquisa foi realizada a partir de 101 entrevistas com gestores, economistas, analistas e tomadores de decisão das maiores casas de investimento do Rio de Janeiro e de São Paulo, entre os dias 14 e 19 de março. As entrevistas foram feitas online, por intermédio da aplicação de questionários estruturados.

Importante lembrar que a maior parte das instituições financeiras, normalmente apelidados de “Faria Lima”, como por exemplo o Itaú financiaram e apoiaram firmemente a eleição de Lula. E Lula já retribui muito do apoio, uma das formas foi o Programa Desenrola que injetou muito dinheiro da União nos bancos para quitar dívidas de inadimplentes.

MAIS: Empreendedorismo no Brasil cai quase 20% em 2023. Abertura de empresas é menor em relação a 2022

Receba conteúdo exclusivo sobre os temas de seu interesse! Confirme em sua caixa de e-mail sua inscrição para não perder nada

Sair da versão mobile
×