18.9 C
São Paulo
quinta-feira, julho 18, 2019

Ministério Público Formaliza Duas Denúncias contra Michel Temer

Ministério Público Formaliza Duas Denúncias contra Michel Temer

Ministério Público Formaliza Duas Denúncias contra Michel Temer. O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro formalizou na sexta-feira 29/03 duas denúncias contra o ex-presidente Michel Temer na Justiça Federal. Uma denúncia é referente à operação Descontaminação, que apura desvios na Eletronuclear e que levou à prisão de Temer na semana passada. A segunda, segundo o MPF, é referente a um contrato de publicidade no aeroporto de Brasília. Temer é acusado dos crimes de peculato, ou seja, apropriação de verbas públicas, lavagem de dinheiro e corrupção.

Agora as denúncias estão nas mãos do juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela operação Lava Jato no Rio de Janeiro. O juiz na semana passada, determinou as prisões de Temer, Moreira e do Coronel Lima, entre outros acusados de irregularidades.

O Ministério Público também ofereceu denúncia contra o ex-ministro Moreira Franco, o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Batista Lima Filho e o ex-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro, além de outros ainda não divulgados.

Existem suspeitas por parte dos procuradores de que a operação da semana passada da Polícia Federal, na qual Temer foi preso, vazou. Baseada em intensa troca de telefonemas e mensagens entre Temer e Moreira, horas antes das respectivas prisões.

As Denúncias

Segundo o MPF, a empresa Engevix foi contratada de forma irregular para a execução de obras na usina nuclear de Angra 3 “apropriando-se de quase 11 milhões de reais dos cofres públicos”.

De acordo como o procurador Eduardo El Hage. “O senhor Othon Pinheiro se comunicava com frequência com o Coronel Lima e recebia recados sobre a estatal”. Em um dos e-mails, Othon pede a Lima para conseguir que um diretor seja nomeado para a Eletronuclear. O fato mostra que quem mandava na empresa era o Michel Temer, através do seu emissário, Coronel Lima”.

A segunda denúncia trata da contratação fictícia de uma empresa denominada Alumi. O objetivo era “maquiar” o pagamento de propina, algo próximo a 1,1 milhão de reais.

Ministério Público formaliza duas denúncias contra Michel Temer., que até o momento coleciona 5 denúncias e 10 inquéritos.

error: Conteúdo Protegido-Entre em contato que liberaremos sua publicação