Raízen negocia consórcio por refinarias da Petrobras

0
682
Raízen negocia consórcio por refinarias da Petrobras

Raízen negocia consórcio por refinarias da Petrobras, segundo informações de fontes próximas a empresa. A ideia é que a empresa e a gestora de fundos Global Infrastructure Partners (GIP) apresentem uma oferta conjunta pelas refinarias.

Entretanto, tudo ainda corre em segredo, a GIP, baseada em Nova York, administra 50 bilhões de dólares em ativos em seus fundos de infraestrutura. Busca investir em setores como energia, transporte, água e gerenciamento de resíduos.

Em contrapartida, a Raízen controla 7 mil postos de gasolina no Brasil e na Argentina. Além de ter cerca de 3 mil clientes. Apesar de controlar uma refinaria na Argentina no Brasil a empresa não atua em refino, onde a Petrobras detem o monopólio no setor.

Veja também:

Novo imposto proposto em Pecs deve chegar a 27%.

Cadastro positivo já esta disponível para consulta.

Contudo, se a oferta de fato ocorrer e ganhar o páreo, marcará o primeiro investimento da GIP no Brasil. No ano passado, a gestora começou a captar um novo fundo para investir em mercados emergentes na América Latina e Ásia.

Após a seleção dos quatro grupos que passaram à fase de ofertas vinculantes pelas quatro refinarias, as empresas estão negociando a formação de consórcios.

No entanto, entre as empresas selecionadasa Ultrapar e Mubadala estão em negociações com potenciais parceiros. Sem até o momento chegar a um acordo, segundo pessoas com conhecimento do assunto. Em contrapartida, a Sinopec pretende apresentar uma oferta individualmente informaram fontes com conhecimento do assunto.

Facebook Comments