Conheça as novas IPOs de fundos imobiliários

0
956
Conheça as novas IPOs de fundos imobiliários

Conheça as novas IPOs de fundos imobiliários que estão em andamento e programadas. Nos últimos anos a divulgação e consequente procura por este tipo de investimento tem crescido. Com isto novas captações neste mercado estão aparecendo.

Contudo, para se avaliar a viabilidade de aquisição de cotas de um fundo imobiliário várias métricas podem ser analisadas. No entanto, para verificação de quais são os melhores investimentos atuais são utilizadas métricas como taxa de vacância, relação entre P/VPA (Preço sobre Valor Patrimonial), tipo de fundo e segmento de atuação, ABL (Área Bruta Locável), gestores e administradores, e projeção de pagamento de dividendos.

Entretanto, vamos listar aqui algumas das novidades que você pode analisar se acha viável para alocar em sua carteira de investimentos. O fundo imobiliário RB Capital I será um fundo de “papel”. Terá seu foco na negociação de cotas de outros fundos, explorando oportunidades de investimento. Ele conta com o BB Investimentos como coordenador líder de sua operação.Já a administração será da BRL Trust e gestão da RB Capital.

Em contrapartida, a data de lançamento não foi divulgada. A instituição deverá colocar as cotas no mercado até seis meses depois do pedido. O prazo se encerra em 4 de março de 2020.

O Santander realizará IPO do fundo imobiliário Santander Renda de Alugueis, que será negociado com o código SARE11. O banco pretende distribuir até R$ 300 milhões no mercado e a quantidade mínima a ser ofertada é de R$ 120 milhões.

Contudo, para participar da emissão é necessário subscrever a quantidade mínima de 200 cotas no valor unitário de R$ 100,00, desembolsando R$ 20.000. Como se trata de distribuição primária serão acrescidos R$ 0,40 por ativo. O objetivo do fundo é proporcionar aos cotistas TIR (Taxa Interna de Retorno) de 10,48% ao ano e dividendo médio anual de 7,39% no primeiro decênio.

Entretanto, O fundo imobiliário tem natureza híbrida, ou seja, poderá investir tanto em imóveis físicos quanto em outros ativos do setor imobiliário, como LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e CRI (Certificado de Recebível Imobiliário).

Já a Easyinvest irá coordenar o HOSI11, com contribuição do BTG Pactual. A Vórtx acumulará as funções de administração e gestão dos fundos. Trata-se do fundo imobiliário Housi que é do tipo híbrido. Como se trata de uma gestão ativa, logo o gestor poderá comprar e vender tanto imóveis quanto cotas de outros fundos indiscriminadamente.

O objetivo do fundo com a oferta é adquirir imóveis na região da Faria Lima e da Bela Cintra, ambos em São Paulo. O início do período de reserva começou em 14 de novembro deste ano e se encerrará no próximo dia 16.

Facebook Comments