Empresas começam reestruturação para enfrentar coronavírus

0
694
Empresas começam reestruturação para enfrentar coronavírus

Empresas começam reestruturação para enfrentar coronavírus. A Petrobras vai reduzir sua produção de petróleo até o final de março. Um corte de US$ 3,5 bilhões em gastos, adiando o pagamento de dividendos e postergando parte da remuneração de executivos de alto escalão.

A Replan, maior refinaria do Brasil, é uma das que operam em níveis mais baixos. A gigante nacional Petrobras adiou a venda de suas refinarias e pediu aos bancos que ofertem US $ 8 bilhões em linhas de crédito.

Entretanto, a Via Varejo (VVAR3) congelou a abertura de lojas, enquanto a Ecorodovias (ECOR3) registrou queda em dado preliminar de tráfego. Hapvida (HAPV3) planeja adiar cirurgias eletivas para criar leitos para urgências e remanejar pessoal.

Veja também:

Brasil tem mais leitos para combater Coronavírus que a maioria dos países.

Burger King pede empréstimo de R$ 170 milhões por ter lojas fechadas.

Contudo, a acompanhando outros varejistas, o grupo de moda SBF decidiu fechar todas as suas lojas no Brasil. O mesmo procedimento foi seguido pela Deere, a maior do mundo fabricante de trator. A empresa informou que está interrompendo a produção no Brasil.

Já a Hermes Pardini (PARD3) decidiu paralisar a abertura de novas unidades. Em contrapartida, a fabricante de cosméticos Natura (NTCO3) redirecionou as fábricas; Irão produzir itens essenciais e álcool, comprometendo-se a manter a estabilidade no emprego por 60 dias.

Fast Food em prejuízo

MC, que opera as marcas Pizza Hut, KFC e Frango Assado no Brasil, adiou as estimativas de abertura de lojas para este ano e 2021, além de reduzir sua equipe em cerca de 30%. A Embraer anunciou que colocaria os funcionários do Brasil que não podem fazer seu trabalho remotamente em férias remuneradas temporárias até o final do mês.

No entanto, as varegistas Marisa Lojas (AMAR3) e C&A Brasil (CEAB3) fecharão suas lojas, assim como o vendedor de eletrônicos Via Varejo (VVAR3). Contudo, a varejista de moda Guararapes (GUAR3) anunciou que fechará as lojas no Brasil por tempo indeterminado. Enquanto a fabricante de chinelos Vulcabras (VULC3) interrompeu todas as suas fábricas brasileiras. A operadora do shopping Iguatemi disse que está fechando outros quatro locais.

Montadoras

Enquanto isto, a Toyota e Fiat Chrysler juntaram-se às montadoras em operações de suspensão. A Volkswagen estendeu a interrupção de suas atividades até o final de abril. Enquanto Ford disse que permitirá aos clientes que adiem alguns contratos em até três meses.

Já a MRV (MRVE3) disse que cerca de 20% de suas obras em andamento estão suspensas. Com a prolongação da quarentena os reflexos podem ser cada vez maiores na economia e empregos do Brasil para este ano e próximos.

Facebook Comments