ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29

0
247
ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29

ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29/04. ETF significa Exchange Traded Funds. Ou seja, é um fundo, o mais comum é de ações. No entanto, existem váriados tipos de ETF no mercado.

O fundo em questão aqui se chama IT Now ID ETF IMA-B Fundo de Índice, ou ID-ETF. A gestão e administração do mesmo esta a cargo do Itaú Unibanco. Este ETF vai aplicar em papéis do governo corrigidos pela inflação, as Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-B), que pagam juros mais a variação do IPCA.

A utilização dos recursos seguirá a carteira do Índice de Mercado Anbima, ou IMA-B. Ela acompanha a variação de todos os vencimentos de NTN-B que estão no mercado. Em outras palavras, ela reflete a média da rentabilidade dos 14 vencimentos de NTN-B em circulação.

O investimento mínimo é de R$ 100 conta com liquidez diária. Ele é feito através da reserva de cotas. Para sacar o valor estará disponível um dia após solicitado. Contudo por seu um ETF o fundo do títulos do Tesouro Nacional será também negociado em bolsa.

Atualmente no país existe apenas um fundo que é lastreado em contratos futuros de juros. E responsável por ele é Mirae Asset Global Investments. O ETF de renda fixa, organizado pelo Tesouro Nacional é o primeiro do país com estas características.

Vantagens

Em contrapartida quem investir no ETF de renda fixa não terá IOF nas aplicações até 30 dias. Em adição, pagará menos imposto que a compra de títulos ou os fundos de renda fixa tradicionais. O ETF também não terá o come-cotas semestral cobrado nos fundos. Além de oferecer taxa de administração mais baixa que outras carteiras de renda fixa.

A taxa de administração é de 0,25% ao ano. Caso o investidor opte por comprar os papéis diretamente no Tesouro Direto terá de pagar esse mesmo percentual de custódia para a B3 e ainda terá a possibilidade de vender mais rapidamente a cota.

O ETF de renda fixa não desconta IOF, como todas as demais aplicações de renda fixa. Isto nos prazos inferiores a 30 dias. Com isto, o investidor pode comprar a cota em um dia e vender como day-trade. Este tipo de negociação em outros papéis desconta IOF.

Quer mais vantagens? Este tipo de investimento não tem come-cotas. Que é um imposto  adiantado cobrado em fundos renda fixa, curto prazo, DI e multimercados. Seu desconto ocorre em maio e novembro.

Um fator importante é que o fundo conta com o apoio do Tesouro Nacional e do Banco Mundial (Bird). Fato que certamente facilita sua aceitação junto aos investidores estrangeiros.

Recursos e Desvantagens

Contudo o ETF permite outras opções de estratégias como futuros, ou aluguel de cotas. É necessário cuidado ao fazer este tipo de investimento. As pessoas habitualmente pensam que renda fixa não tem risco. Isto não é verdadeiro, no caso do ETF, ele não paralisa a operação em períodos de dificuldade do mercado. Por este motivo o investidor pode ter perdas com a oscilação. 

Em conclusão é importante lembrar que ETF é fundo, e fundos de investimento não contam com garantia do FGC , Fundo Garantidor de Crédito. Isto porque o investimento em fundos não é um empréstimo, tampouco um depósito.

As compras podem ser feitas através de corretoras ou diretamente pelo Tesouro Nacional. Provavelmente, as corretoras não divulgarão muito este tipo de investimento. Visto que o mesmo, não lhe confere retorno que valha a divulgação.