18.9 C
São Paulo
quinta-feira, julho 18, 2019

ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29

ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29

ETF de Renda Fixa do Tesouro Tem Prazo para Reserva até dia 29/04. ETF significa Exchange Traded Funds. Ou seja, é um fundo, o mais comum é de ações. No entanto, existem váriados tipos de ETF no mercado.

O fundo em questão aqui se chama IT Now ID ETF IMA-B Fundo de Índice, ou ID-ETF. A gestão e administração do mesmo esta a cargo do Itaú Unibanco. Este ETF vai aplicar em papéis do governo corrigidos pela inflação, as Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-B), que pagam juros mais a variação do IPCA.

A utilização dos recursos seguirá a carteira do Índice de Mercado Anbima, ou IMA-B. Ela acompanha a variação de todos os vencimentos de NTN-B que estão no mercado. Em outras palavras, ela reflete a média da rentabilidade dos 14 vencimentos de NTN-B em circulação.

O investimento mínimo é de R$ 100 conta com liquidez diária. Ele é feito através da reserva de cotas. Para sacar o valor estará disponível um dia após solicitado. Contudo por seu um ETF o fundo do títulos do Tesouro Nacional será também negociado em bolsa.

Atualmente no país existe apenas um fundo que é lastreado em contratos futuros de juros. E responsável por ele é Mirae Asset Global Investments. O ETF de renda fixa, organizado pelo Tesouro Nacional é o primeiro do país com estas características.

Vantagens

Em contrapartida quem investir no ETF de renda fixa não terá IOF nas aplicações até 30 dias. Em adição, pagará menos imposto que a compra de títulos ou os fundos de renda fixa tradicionais. O ETF também não terá o come-cotas semestral cobrado nos fundos. Além de oferecer taxa de administração mais baixa que outras carteiras de renda fixa.

A taxa de administração é de 0,25% ao ano. Caso o investidor opte por comprar os papéis diretamente no Tesouro Direto terá de pagar esse mesmo percentual de custódia para a B3 e ainda terá a possibilidade de vender mais rapidamente a cota.

O ETF de renda fixa não desconta IOF, como todas as demais aplicações de renda fixa. Isto nos prazos inferiores a 30 dias. Com isto, o investidor pode comprar a cota em um dia e vender como day-trade. Este tipo de negociação em outros papéis desconta IOF.

Quer mais vantagens? Este tipo de investimento não tem come-cotas. Que é um imposto  adiantado cobrado em fundos renda fixa, curto prazo, DI e multimercados. Seu desconto ocorre em maio e novembro.

Um fator importante é que o fundo conta com o apoio do Tesouro Nacional e do Banco Mundial (Bird). Fato que certamente facilita sua aceitação junto aos investidores estrangeiros.

Recursos e Desvantagens

Contudo o ETF permite outras opções de estratégias como futuros, ou aluguel de cotas. É necessário cuidado ao fazer este tipo de investimento. As pessoas habitualmente pensam que renda fixa não tem risco. Isto não é verdadeiro, no caso do ETF, ele não paralisa a operação em períodos de dificuldade do mercado. Por este motivo o investidor pode ter perdas com a oscilação. 

Em conclusão é importante lembrar que ETF é fundo, e fundos de investimento não contam com garantia do FGC , Fundo Garantidor de Crédito. Isto porque o investimento em fundos não é um empréstimo, tampouco um depósito.

As compras podem ser feitas através de corretoras ou diretamente pelo Tesouro Nacional. Provavelmente, as corretoras não divulgarão muito este tipo de investimento. Visto que o mesmo, não lhe confere retorno que valha a divulgação.

error: Conteúdo Protegido-Entre em contato que liberaremos sua publicação