Usiminas e CSN tem forte alta puxadas pela paralisação da Vale

0
758
Usiminas e CSN tem forte alta puxadas pela paralisação da Vale

Usiminas e CSN tem forte alta puxadas pela paralisação da Vale. A paralisação de um complexo de minas da Vale (VALE3) em Itabira, Minas Gerais foi determinada pelo Ministério Público do Trabalho. Contudo, a decisão foi assinada pelo desembargador do trabalho Marco Túlio Machado Santos.

O objetivo da interdição é assegurar que sejam realizados “os esforços necessários para se evitar a propagação da pandemia no âmbito da empresa”.

A CSN e Usiminas subiram 17,12% e 7,97%, respectivamente. Já a Vale teve elevação de 0,31%. O fechamento da mina provocou uma disparada nos futuros de minério de ferro, que chegaram a saltar 7,6%, para 798 iuanes (112,74 dólares) por tonelada, maior ganho percentual desde 9 de julho de 2019.

No entanto, a determinação do fechamento na mina atendeu mandado de segurança impetrado pelo MPT. O mesmo viu riscos de contaminação de funcionários pelo coronavírus, e é válida até que haja uma decisão de mérito sobre o caso. Ou então que sejam adotadas medidas determinadas por auditores fiscais do trabalho.

Entretanto a siderúrgica CSN também informou que concluiu nesta segunda-feira,8, as negociações para reperfilamento de 300 milhões de reais em dívidas com a Caixa Econômica Federal.

Com a finalização dos empréstimos cujo principal que tinham vencimentos entre este mês e setembro foram passados para entre 2021 e 2024, “sujeito ao cumprimento de certas condições pré-acordadas”, mas que não foram divulgadas pela companhia.

Facebook Comments