Cresce disputa entre investidor de Geração Distribuída e Elétricas

0
387
Cresce disputa entre investidor de Geração Distribuída e Elétricas

Cresce disputa entre investidor de Geração Distribuída e Elétricas. Os investidores em geração distribuída são empresas que instalam sistemas para que consumidores produzam a própria energia. A disputa entre eles e as elétricas entrou no alvo da agência reguladora do setor, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em outras palavras, a alta da energia elétrica e a regulação da Aneel para os investidores de GD tem causado conflitos. As soluções de GD, geralmente com energia solar, têm crescido rapidamente no Brasil. Apoiadas por regulamentação da Aneel que permite que a produção desses sistemas seja abatida da conta de luz . No entanto, a migração para a esta modalidade tira receita das distribuidoras Que estão descontentes e ainda dizem enfrentar custos extras com o crescimento desse mercado.

Em contrapartida, a área de geração distribuída (GD), já reúne mais de 5 mil empresas no Brasil. Recebeu 5,5 bilhões de reais em investimentos desde 2012. As empresas GD, têm reclamado de que as concessionárias de distribuição estariam atrasando a adesão de clientes à tecnologia, ou mesmo travando alguns processos.

Um exemplo do que tem ocorrido é segundo os investidores, é que o uso desses sistemas depende de uma liberação de acesso à rede pelas distribuidoras. E elas por sua vez tem levado prazos bem acima do previsto para liberar.

Veja Também:

Petrobras tem oferta de 3 bilhões em debêntures suspensa pela CVM.

Hulk e Doria mamaram em “teta” petista, diz Bolsonaro.

O diretor da Aneel, diretor Rodrigo Limp, afirmou à Reuters que “todos prazos são previstos em norma, e a distribuidora tem que cumprir”. “Tem acontecido muitos casos, envolvendo descumprimento de prazos. E às vezes exigências (por parte das distribuidoras) além do que os geradores entendem como razoáveis… a gente está analisando caso a caso”, enfatizou Limp.

No entanto, o diretor afirma que estão fiscalizando diversas distribuidoras sobre esse relacionamento entre elas e os ‘prosumidores’”. O termo prosumidor foi criado para se referir aos consumidores que geram a própria energia com sistemas de GD.

Contudo, a Cemig, CMIG4 foi recentemente fiscalizada pela Aneel. Ela que é responsável pela distribuição em Minas Gerais, cujos resultados serão divulgados brevemente. O Estado de Minas é líder em instalações de geração distribuída no país, com 20% da capacidade. A Cemig não se pronunciou sobre o assunto.