O que um investidor buscar e o empreendedor oferece

O que um investidor buscar e o empreendedor oferece. O assunto é bem amplo e precisamos analisá-lo por vários ângulos. Contudo, não poderia deixar de tratar o tema, creio ser extremamente útil para quem busca investidor.

Quer entender mais sobre a mente dos bilionários e investidores? Acompanhe este conteúdo.

Diariamente somos bombardeados por pedidos de investimento.No entanto, hoje eu me deparei com o seguinte comentário em um post:

“Cara, você não vai conseguir investidor oferecendo apenas 10% ao mês, eu já ofereci 30% e não consegui!”

Vou então me utilizar deste comentário para fazer algumas colocações muito importantes sobre o tema.

A taxa de juros nominal dos EUA, circula em 2,5% ao ano.

A taxa de juros nominal do Brasil, é de 6,5% ao ano, com tendência a queda.

A taxa de juros da poupança, é de 5% ao ano.

A taxa de juros de um empréstimo consignado, é de 1,5 a 2% ao mês.

Um crédito pessoal em um banco gira em torno de 5 a 6% ao mês.

Se o assunto for cheque especial a taxa cobrada gira em tornos de 9 a 17% ao mês.

Um agiota, cobra em torno de 10% ao mês. E nem vamos falar aqui da nova opção para pequenos empreendedores. Que é a empresa individual de crédito, recém criada.

Cada uma dessas modalidades de empréstimo tem sua taxa elevada de acordo com risco envolvido na operação. Quanto maior o risco, maior os juros propostos, isso ocorre exatamente para cobrir os prejuízos dos inadimplentes. Além de remunerar o dono do dinheiro.

Em outras palavras, os juros cobrados são diretamente proporcionais ao risco de inadimplência de um negócio. Investidores conhecem essa lógica econômica. Mas ao que parece, as pessoas que buscam investidores desconsideram isso totalmente.

A linguagem do investidor

Quando você fala que oferece 10% de retorno ao mês para um investidor, em resumo você está dizendo o seguinte.

“Olha, tenho uma ideia de altíssimo risco, que nenhum banco quis emprestar dinheiro! Nenhum agiota quis emprestar também. Será que você poderia me emprestar já que nenhum dos anteriores acreditaram na minha ideia?”

Qual você acredita ser a percepção de um investidor com uma oferta de retorno de 30% ao mês? Em cálculos efetivos essa taxa representa uma taxa de 2.200% ao ano. Será que você já fez esta conta? Aliás esta questão de cálculo é o calcanhar de aquiles do brasileiro, e assunto para outro post.

Apenas a título de comparação, foi elaborado uma lista das empresas da BOVESPA que mais valorizaram em 20 anos. A campeã valorizou 1400% em 20 anos.

E você vem oferecer uma proposta mirabolante de 2.200% ao ano sem apresentar sequer uma pesquisa de mercado? Plano de negócio consistente e por ai vai…

Você consegue entender as loucuras que muitos “empreendendores” estão fazendo? E achado que é uma oferta irrecusável.

Olhos com raio x

Aos olhos de um investidor a imagem é uma pessoa endividada, com a corda no pescoço. Alguém precisando de dinheiro emprestado, e prometendo qualquer coisa. Ou ainda, alguém que está superdimensionando sua ideia por falta de um plano de negócios consistente. Qualquer uma das duas opções é ruim.

Quando um investidor vai pegar R$ 500.000 pra investir numa ideia, mais do que a ideia em si ele estará preocupado com a equipe que vai gerir esse montante. Nenhuma ideia revolucionária terá sucesso sem uma boa equipe por trás dela. O investidor quer saber se o empreendedor de fato tem perfil para o que se propõe. Você acha que alguém quer investir em um negócio e ter sociedade com alguém que não sabe o que esta fazendo. Ou que não coloca de fato a “mão na massa”?

Pessoa, e empreendedores buscam investidores na intenção de conseguir capital com custo menor que os oferecidos pelos bancos.

Investidores buscam ideias e equipes para investir seu dinheiro de maneira segura. Contudo, buscam rendimento um pouco melhor do que ele já tem aplicando no tesouro, ou até na poupança por exemplo.

Se você acredita que o investidor é alguém que distribui dinheiro, saiba que muito pelo contrário. Para alguém de fato ter capital sobrando para investir em outros negócios, esta pessoa de cara já mostra que sabe muito bem fazer contas. E fazer contas inclui calcular riscos e retornos dos negócios.