Pequenas empresas ganham garantia de crédito do governo

0
278
Pequenas empresas ganham garantia de crédito do governo

Pequenas empresas ganham garantia de crédito do governo de R$ 20 bilhões. Contudo, a equipe econômica finalizou proposta de Medida Provisória. A MP cria um novo programa de garantia a crédito de 20 bilhões de reais. O que inclui as pequenas empresas entre as elegíveis, ante indicação inicial de que seria direcionado principalmente às médias.

Contudo, a inclusão vem em meio a reclamações generalizadas sobre a dificuldade das micro e pequenas empresas em acessar crédito. Tudo porque as instituições financeiras estão negando pedidos de empréstimo pelo temor de inadimplência à frente.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, citou o conservadorismo dos bancos especialmente com as empresas de menor porte.

Veja também:

Sergio Moro não consegue comprovar acusação contra Bolsonaro.

Em contrapartida, o objetivo é que os recursos sejam aportados no Fundo Garantidor para Investimentos (FGI). Que é administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele prestará garantia às operações de crédito para empresas com faturamento bruto anual entre 360 mil reais e 300 milhões de reais em 2019.

É importante observar que o ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou que vale frisar que os efeitos da paralisação das atividades são sentidos com mais força nas pequenas e médias empresas. Por esta razão, elas necessitam acesso a novas fontes de recursos, haja vista que uma das maneiras de se preservar essas empresas é assegurar o atendimento de suas despesas correntes dos próximos meses.

Entretanto, nesta quinta-feira,28, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou que ainda não está claro se o governo vai transferir ou não os outros 17 bilhões de reais para o Pese. Programa que é voltado exclusivamente para o financiamento de salários para os negócios com faturamento anual de 360 mil a 10 milhões de reais.

Dentre os benefícios da MP o novo programa de oferta de garantia para crédito vai se somar ao Pronampe. Que é voltado aos negócios com faturamento de até 4,8 milhões de reais ao ano, que é o limite para enquadramento no Simples.

á sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, o Pronampe prevê um aporte de 15,9 bilhões de reais do Tesouro no Fundo de Garantia de Operações (FGO), administrado pelo Banco do Brasil, que dará respaldo a até 85% do valor dos empréstimos tomados pelas empresas participantes. Mas o programa ainda não foi regulamentado pelo governo, razão pela qual não está efetivamente valendo.

Embora o programa ainda não esteja valendo, pois não foi regulamentado pelo governo. O Pronampe prevê um aporte de 15,9 bilhões de reais do Tesouro no Fundo de Garantia de Operações (FGO), administrado pelo Banco do Brasil, que dará respaldo a até 85% do valor dos empréstimos tomados pelas empresas participantes.

Facebook Comments